5.2.12

Registro de uma conversa com Benjamin
“Eu acho esse desenho triste.”
“Por quê?”
“Ah, porque ele fala da desigualdade social.”
“Hm.”
“Cê pode me dizer por que existe a desigualdade social?”
“Porque existe desigualdade, ora.”
“Não. Eu tô perguntando por que existe a desigualdade social.”
“Já disse: porque existe desigualdade.”
“Mas aí, é a mesma coisa de eu perguntar por que existe abacaxi e você me responder ‘porque existe abacaxi’.”
“Não. É a mesma coisa de você perguntar por que existe banana-maçã e eu responder que é porque existe banana.”
“Hm. Cê tem razão.”
(Sobrancelhinha levantada.)
“E por que existe essa desigualdade-banana?”
“Ah, aí não sei dizer.”